0 Carrinho
R$89,90
Comprar em
pré-venda
R$62,90
Lançamento
17/06/2024

sobre o livro

Com admirável capacidade de síntese, Henry Gee — que há trinta anos é editor da revista Nature, para a qual também escreve — responde em doze compactos capítulos às perguntas de onde viemos e para onde vamos. Ao sobrevoarmos os 4,6 bilhões de anos da vida na Terra, exploramos ao máximo os detalhes da evolução numa aventura de esponjas, répteis, aves, dinossauros, mamíferos, primatas e uma profusão de outros seres que parecem saídos de fantasias remotas. Fossem cianobactérias ou cobras gigantescas, passando dos oceanos para a terra firme, as criaturas deste planeta enfrentaram inúmeras alterações químicas e predadores vorazes, obrigadas a se adaptar para talvez chegar ao ecossistema que nós humanos conhecemos.

Se hoje o aquecimento global é uma realidade que com frequência causa pânico, dada a iminência da catástrofe, pode parecer estranho que este livro seja capaz de tornar confortável a certeza da extinção. Mas Uma história (muito) curta da vida na Terra, vencedor do prêmio de livro científico de 2022 da Royal Society, cumpre essa tarefa com vivacidade ao universalizar o fim: não só a vida individual acaba, como a de uma espécie inteira, de um reino, de um bioma, e por que não a de um planeta? Aos poucos, o medo de desaparecer vai sendo substituído por um doce sabor de pertencimento e continuidade. Não estamos sós. Vencedores da batalha de sobrevivência, ainda assim somos surpreendidos por curiosidades pitorescas, como o fato de a menopausa ter auxiliado a permanência dos hominíneos na Terra ou de a baleia ter surgido de animais com casco. Somos lembrados de que o clima tampouco era ameno para os nossos ancestrais: placas tectônicas agitadas, erupções de magma, eras glaciais e correntes marítimas instáveis podiam pôr abaixo todas as conquistas evolutivas. Assim, como se fosse a metáfora do copo meio cheio, meio vazio, a longa trajetória da fauna e da flora terrestre aponta que, com tantas artimanhas da evolução, ao fim, tudo será melhor. E, tendo a adversidade como motor, a vida na Terra continuará de modo fascinante e inovador.
Título
Uma história (muito) curta da vida na Terra: 4,6 bilhões de anos em doze capítulos (!)
CAPA E ILUSTRAÇÃO
Carol Grespan e Daniel Bueno
Formato
13,5 x 20 cm
PÁGINAS
280
ISBN
978-65-6000-014-8
ISBN Digital
978-65-6000-015-5

DESTAQUE

“Passa de maneira emocionante por bilhões de anos… Gee é um escritor maravilhosamente envolvente.”
The Times

“Um passeio exuberante pela evolução, como um Willy Wonka moderno do espaço genético. A magnífica viagem de Gee detalha com entusiasmo a narrativa subjacente à exploração errática, e muitas vezes caprichosa, da forma e da função biológica da vida.”
— Adrian Woolfson, The Washington Post

“Com autoridade, humor e detalhes, Gee, paleontólogo e editor sênior da Nature, traça a progressão da vida na Terra desde seus primórdios […], os leitores acharão este livro revelador e atrativo para os próximos anos.”
— Booklist

“Uma história viva e lírica.”
— Nature

“Gee encontra a beleza na adversidade neste relato eloquente de como a vida evoluiu na Terra… Repleto de ação e cheio de fatos, esta história bem contada encantará os leitores que não conhecem a área a fundo.”
— Publishers Weekly

“Uma história deslumbrante e sedutora, contada em um ritmo alucinante… [uma] virada de página extremamente agradável.”
— Literary Review